Combate à Pobreza e Exclusão Social – Primeiro Plano para o biénio 2018-2019 abrange um conjunto de 83 ações

0
29
DR

Já foi publicado em Jornal Oficial a resolução que aprova o I Plano de Ação de Combate à Pobreza e Exclusão Social que prevê um conjunto de 83 ações implementar para diminuir a pobreza e a exclusão social na Região.

No passado dia 22 de agosto, foi publicada em Jornal Oficial a Resolução n.º 95/2018 que aprova o I Plano de Ação para o biénio 2018-2019 no âmbito da Estratégia Regional de Combate à Pobreza e à Exclusão Social delineada pelo Governo dos Açores.
Este plano foi aprovado no Conselho de Governo a 12 de julho e abrange um conjunto de 83 ações a implementar que levam à concretização das prioridades identificadas naquela estratégia para o combate aos fenómenos da pobreza e exclusão social na Região.
Segundo o Gabinete de Apoio à Comunicação Social, entre estas medidas “constam ações de cariz mais experimental, outras novas, de abrangência generalizada, e outras ainda que pretendem melhorar medidas já em curso na Região, mas cujos processos serão revistos com vista a elevar os resultados até aqui alcançados”, não esquecendo as “ações mais direcionadas a territórios onde as questões da pobreza e exclusão social se colocam com mais preponderância”.
Neste sentido, destaca-se na área da juventude medidas como o aumento do número de crianças acompanhadas nas consultas de Saúde Infantojuvenil, que visa a vigilância reforçada e a deteção precoce de eventuais problemas de saúde e o reforço dos programas de Educação Parental, estimando-se abranger 470 pais ou outras figuras parentais no decurso do biénio.
A integração em creche crianças de famílias mais pobres também será assegurada de forma a diminuir as desigualdades com um aumento de 130 novas vagas disponíveis até 2019.
A Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social foi desenvolvida com um horizonte temporal de 10 anos e tem quatro prioridades estratégicas de intervenção: garantir um processo de desenvolvimento integral e inclusivo a todas as crianças e jovens desde o início de vida, reforçar a coesão social, promover uma intervenção territorial e assegurar o conhecimento adequado sobre o fenómeno da pobreza na Região.
Este Plano propões melhorar as políticas públicas, potenciando um conjunto de mecanismos que conduzam à elevação da qualidade de vida dos Açorianos.
O Plano para o biénio 2018-2019 será divulgado junto das populações através de sessões que serão realizadas até ao final de 2018 em todos os concelhos da Região, apelando assim ao envolvimento de todos na sua concretização.
Também será divulgado junto da administração regional e dos vários departamentos a fim de garantir a articulação necessária entre estes no desenvolvimento concertado das ações previstas neste Plano.

O MEU COMENTÁRIO SOBRE ESTE ARTIGO